TAP: (mais) um elefante branco

Se usarmos apenas da racionalidade e com uma política generosa de apoio aos trabalhadores, nada justifica que a TAP continue a sorver dinheiros públicos.

Admito que, por dificuldade minha, não consigo compreender a estratégia de sucessivos Governos em relação à TAP, ao invés de me ser grato aplaudir – e lamentar o atraso – o relançamento da ferrovia, essencial ao desenvolvimento harmonioso de todo o país.