Casinos negoceiam com Governo resgate do sector devido a “prejuízos sem precedentes”

De acordo com o grupo Estoril Sol, já foi alcançado “um acordo na generalidade”, estimando-se que o resultado final possa ser ultimado em breve. Concessionários viram as receitas cair 50% no ano passado, para 159,7 milhões de euros, enquanto o jogo online subiu 57%, para 336,3 milhões.

Foto
daniel rocha

A Associação Portuguesa de Casinos (APC) quer a ajuda do Governo para encontrar “soluções que permitam resgatar as empresas concessionárias de jogo e repor a solvabilidade do sector” na sequência de “prejuízos de exploração sem precedentes” provocados pela covid-19.