“Madeira, Jardim da Esperança”: Festa da Flor volta às ruas da ilha no Outono

Tradicionalmente acontece na Primavera, mas cancelada pela pandemia, a Festa da Flor celebrará a vida no Outono. Com o “muro da esperança”, tapetes floridos, e cortejo alegórico para mostrar por que a Madeira é um jardim.

outono,governo-regional,funchal,fugas,madeira,turismo,
Fotogaleria
Madeira, Festa da Flor (arquivo) Enric Vives-Rubio / PUBLICO
outono,governo-regional,funchal,fugas,madeira,turismo,
Fotogaleria
Madeira, Festa da Flor (arquivo) Enric Vives-Rubio / PUBLICO
outono,governo-regional,funchal,fugas,madeira,turismo,
Fotogaleria
Madeira, Festa da Flor (arquivo) RUI GAUDENCIO / PUBLICO
outono,governo-regional,funchal,fugas,madeira,turismo,
Fotogaleria
Madeira, Festa da Flor (arquivo) RUI GAUDENCIO / PUBLICO
Fotogaleria
Madeira, Festa da Flor (arquivo) RUI GAUDENCIO / PUBLICO
Desenho floral
Fotogaleria
Madeira, Festa da Flor (arquivo) Enric Vives-Rubio / PUBLICO
Desenho floral
Fotogaleria
Madeira, Festa da Flor (arquivo) Enric Vives-Rubio / PUBLICO

A tradicional Festa da Flor na Madeira realiza-se este ano em Outubro, devido à pandemia, estando agendado o cortejo alegórico para o primeiro domingo desse mês, anunciou o Governo Regional.

“A Secretaria Regional de Turismo e Cultura [da Madeira] está a preparar a próxima edição da Festa da Flor, cujo cortejo alegórico estará de regresso no primeiro domingo de Outubro”, lê-se na nota difundida na região.

Enric Vives-Rubio
Rui Gaudêncio
Rui Gaudêncio
Rui Gaudêncio
Rui Gaudêncio
Rui Gaudêncio
Rui Gaudêncio
Rui Gaudêncio
Rui Gaudêncio
Rui Gaudêncio
Rui Gaudêncio
Enric Vives-Rubio
Enric Vives-Rubio
Enric Vives-Rubio
Enric Vives-Rubio
Enric Vives-Rubio
Enric Vives-Rubio
Enric Vives-Rubio
Enric Vives-Rubio
Enric Vives-Rubio
Enric Vives-Rubio
Enric Vives-Rubio
Fotogaleria

 

A Madeira é um jardim e durante a Festa da Flor, celebração anual da Primavera, o Funchal é um mar de flores. Alguns dos melhores momentos de edições recentes da festa.
Rui Gaudêncio, Enric Vives-Rubio

A Festa da Flor acontece tradicionalmente no início da Primavera, tendo começado a ser um dos principais cartazes turísticos da Madeira, divulgando as flores que tornaram a ilha conhecida em 1979.

A sua origem está numa iniciativa com o mesmo nome, organizada pelo Ateneu Comercial do Funchal desde 1954, mas passou depois a ter programa oficial organizado pelo Governo Regional.

Este integra acções como a construção do denominado “muro da esperança” no qual as crianças depositam flores, exposições, tapetes e o tradicional cortejo que enchem a cidade de beleza e cor.

Devido à pandemia, em 2020, o evento foi adiado e realizou-se em Setembro, “em conjunto com a Festa do Vinho da Madeira”.

Este ano, ambos os eventos vão decorrer novamente em conjunto, mas no mês de Outubro, “com uma programação que está a ser preparada para aquele mês”, diz a informação divulgada pelo executivo madeirense.

A Secretaria do Turismo insular realça que o tema da próxima edição da Festa da Flor é “Madeira, Jardim da Esperança"”.

O tema escolhido “tem a ver com um virar de página onde a Madeira seja um jardim de esperança para as nossas vidas e também para a retoma que se quer no turismo e, consequentemente em toda a economia transversal que abrange, que se traduz em cerca de 26% do PIB regional”, explicou o secretário regional do Turismo, Eduardo Jesus, citado no comunicado.

O governante acrescentou que, “neste momento, está a ser estudado o número de trupes a participar no cortejo alegórico do dia 3 de Outubro, que envolverá largas centenas de figurantes”.

A Secretaria do Turismo e Cultura complementa que “está a equacionar replicar as exibições em diferentes dias por parte das trupes participantes no cortejo, a exemplo do que aconteceu o ano passado”.

Ainda realça “a grande aceitação do modelo idealizado em 2020 em substituição do cortejo, o que fez que voltem a ser idealizadas para este ano um conjunto de actuações em diferentes espaços da cidade e em vários fins-de-semana”.

O secretário regional do Turismo afirma que “tudo estará dependente da evolução pandémica que se perspectiva evolua favoravelmente durante o Verão”.

“Se assim acontecer, como todos desejamos, acreditamos que a Festa da Flor 2021 constitua o grande momento de alegria, tanto para os nossos residentes, que tanto vivem este evento, como também para os visitantes que há muitos anos o reconhecem como um dos momentos mais relevantes da nossa oferta de animação turística”.