Desejo e polémica à medida de Philip Roth

O Professor de Desejo é o último romance de Roth publicado em Portugal. Nele estão obsessões do escritor num dos momentos de transição da sua vida e obra, agora lidas — ou não — à luz da polémica que envolve Blake Bailey, autor da recém-publicada, e entretanto suspensa, biografia do autor.

Foto
A dedicatória do último romance de Philip Roth editado em Portugal transporta o leitor para uma das histórias de amor e ódio mais escaldantes da sua biografia e do mundo literário: a paixão que terminou de forma devastadora para os protagonistas, Roth e a actriz Claire Bloom Ian Cook/The LIFE Images Collection via Getty Images/Getty Images

“Para Claire Bloom”. A dedicatória do último romance de Philip Roth editado em Portugal transporta o leitor para uma das histórias de amor e ódio mais escaldantes da biografia de Roth e do mundo literário: uma paixão que terminou de forma devastadora para os protagonistas, o escritor Philip Roth e a actriz Claire Bloom. Foi em 1977. Na edição portuguesa, de 2020, e apesar de todos os processos, vinganças literárias de uma e da outra parte, a dedicatória original está lá como marca de uma paixão vivida no tempo da escrita. O tempo da pausa na dor, se aplicarmos a filosofia tchekhoviana que Roth desenvolve em O Professor de Desejo.