Os comboios eléctricos já chegam a Valença, mas os maiores ganhos de tempo ficam para 2030

Com a inauguração da electrificação da linha do Minho os comboios passam a poder contar com tracção eléctrica, mas faltam os grandes ganhos de velocidade prometidos para 2030, quando a alta velocidade deverá chegar à fronteira com a Galiza. Neste P24 ouvimos o jornalista do PÚBLICO, Carlos Cipriano, e o secretário-geral do Eixo Atlântico, Xoán Mao.

Subscreva o P24 e receba primeiro cada episódio. Para ter o PÚBLICO nos seus ouvidos logo de manhã clique aqui se estiver num iPhone, se preferir o Spotify pode clicar aqui, estamos também no SoundCloud e nas aplicações para podcasts.