António Costa desembarcou no Minho entre duas manifestações

A cerimónia de inauguração da electrificação da linha do Minho decorreu entre protestos de trabalhadores da Infraestruturas de Portugal e manifestantes que exigiam a reabertura da fronteira.

Foto
LUSA/ARMÉNIO BELO

Se as manifestações servem para perturbar, estas duas conseguiram-no. No interior da estação fronteiriça de Valença (inaugurada em 1884 e ainda bem preservada), onde decorria a cerimónia com membros do Governo, ouviam-se de um lado os gritos dos trabalhadores da IP a exigir negociações e do outro o da população a querer a reabertura da fronteira com Espanha.