Porto: Ogi by Euskalduna, o pão que sai das mãos de Gil Fortuna

O Semea perdeu uma sala e ganhou uma padaria em formato pop-up. Faz parte da estratégia de crescimento sustentável do chef Vasco Coelho Santos, que se prepara para abrir uma peixaria sem peixeira e com um aquário cheio de ideias.

fugas,madeira,acores,porto,turismo,franca,
Fotogaleria
Nelson Garrido
fugas,madeira,acores,porto,turismo,franca,
Fotogaleria
Nelson Garrido
fugas,madeira,acores,porto,turismo,franca,
Fotogaleria
Nelson Garrido

No duelo com uma crise pandémica, Vasco Coelho Santos decidiu “dar um passo”, que são muitos passos em frente. Há cinco anos a trabalhar “sozinho”, o chef atraiu investidores, transformou a sala dos fundos do Semea by Euskalduna numa padaria — com jeitinho o forno sempre coube — e prepara-se para abrir uma peixaria onde a peixeira será um chef. “É precoce falar de outros negócios que vão surgir este ano”, ameaça Vasco Coelho Santos em conversa com a Fugas. Cumprirá, certamente.