De lupa apontada aos pneus e ao Ganges, a “detective dos plásticos” avisa que está na hora de “fechar a torneira”

Na véspera do Dia da Terra, Imogen Napper, investigadora britânica conhecida como “detective dos plásticos”, avisa que está na altura de “suspender o uso do plástico na fonte”. Depois de ter encontrado microplásticos em esfoliantes e em máquinas de lavar roupa, a cientista está a estudar as micropartículas libertadas pelos pneus e os microplásticos no rio Ganges. Apesar de “já termos causado muito dano”, a investigadora está optimista em relação à mudança.

Foto

O título “detective dos plásticos” não se conquista por acaso. Imogen Napper ficou assim conhecida depois de vasculhar esfoliantes e descobrir que uma embalagem pode conter mais de três milhões de microesferas de plástico, ou de estudar máquinas de lavar roupa e concluir que uma típica lavagem pode libertar mais de 700 mil microfibras. “A minha investigação consiste em verificar como o plástico está a entrar no nosso incrível ambiente, mas de formas que não nos ocorreria”, diz, à laia de apresentação, ao P3.