Lidl oferece produtos menstruais em todas as lojas da Irlanda

O Lidl vai tornar-se a primeira grande cadeia de supermercados a oferecer produtos menstruais em todas as lojas de um país. Neste caso, na República da Irlanda. A iniciativa de combate à pobreza menstrual segue os exemplos da Escócia e da Nova Zelândia.

Foto
Vulvani Gallery

Os irlandeses já podem pedir um cupão mensal para cobrir os gastos com pensos higiénicos ou tampões nas lojas Lidl, através da aplicação Lidl Plus. A rede de supermercados alemã compromete-se, também, a doar, a cada três meses, produtos de higiene íntima à comunidade Simon, para assegurar que pessoas em situação de sem-abrigo – e sem acesso a um smartphone – também recebem estes bens essenciais.

Em Maio de 2020, a organização Plan International revelou que milhões de mulheres em todo o mundo enfrentavam uma escassez de produtos menstruais, com preços inflacionados que não conseguiam pagar e um tabu sobre a menstruação que teima em desaparecer. Na Irlanda, metade das raparigas entre 12 e 19 anos teriam dificuldade em comprar estes produtos. Cerca de 60% afirmaram já ter faltado à escola por causa da menstruação.

A empresa não impõe que sejam apenas mulheres a pedir os cupões. Esta decisão permite que qualquer pessoa os use no supermercado, mesmo que não compre os produtos para si, e, além disso, permite a inclusão de pessoas trans que menstruam.

A rede de supermercados na República da Irlanda é a primeira a oferecer produtos de higiene íntima nas suas lojas, em parceria com a Homeless Period Ireland e a comunidade Simon, atenta aos exemplos de combate à pobreza menstrual que surgem em todo o mundo.

Em Novembro de 2020, a Escócia tornou-se o primeiro país a tornar gratuitos os produtos menstruais. A Nova Zelândia não ficou para trás e distribuirá, a partir de Junho, produtos de higiene íntima em todas as escolas do país.