Um Zurich Classic of New Orleans mais forte que nunca

John Rahm e Ryan Palmer defendem título na única prova por equipas do PGA Tour

Foto
Ryan Palmer e Jon Rahm após a vitória na última edição, em 2019 © ZCNO

Schauffele e Patrick Cantlay competem juntos. Jon Rahm e Ryan Palmer (27.º mundial) defendem o título conquistado em 2019, na última edição. Colin Morikawa tem como parceiro Matthew Wolff (26.º). E Tyrrel Hatton une forças com o seu compatriota Danny Willett (81.º), campeão do Masters de 2016. 

Há muitas mais duplas empolgantes em jogo. Por exemplo, Billy Horschel (18.º), vencedor individual em 2013 e em 2018 com Scott Piercy, compete desta vez ao lado de Sam Burns (91.º). Marc Leishman (37.º) e Cameron Smith (25.º), este o campeão em 2017 com o sueco Jonas Blixt, formam um forte par australiano. Assim como o inglês Justin Rose (40.º) e o sueco Henrik Stenson (115.º), dois antigos campeões da FedEx Cup. E como Bubba Watson (60.º), campeão em 2011, e Scottie Scheffler (21.º). 

No único torneio do PGA Tour jogado por equipas, estão em prova 80 duplas, ou seja, 160 jogadores. São quatro voltas em stroke play, por pancadas, em duas modalidades distintas: No primeiro e terceiros dias é em fourball/betterball, ou seja, à melhor bola. No segundo e quarto dias é em foursomes, pancadas alternadas entre os jogadores de cada dupla com uma só bola. 

A prova distribui 7, 4 milhões de dólares de prize-money, com $1,069,6300 para cada um dos jogadores do par vencedor. Ao fim dos primeiros 36 buracos será feito um cut para os 33 primeiros pares e empatados.

Veja mais em www.golftattoo.com