Benny Sings no bairro do amor

Álbum alienado para um mundo alienado, o novo trabalho do holandês reloca-nos, na sua singeleza, perante a Música como coisa elementar, jubilosa, do coração para o coração.

Foto
Tess Janssen

Quando entrevistámos Benny Sings nestas páginas, o pequeno grande músico de Amesterdão dizia como, perante o negro zeitgeist, a ele não lhe interessava outra coisa que não criar música luminosa. Divertir-se e divertir os outros, esquecer por uns momentos a espelunca do real.

Sugerir correcção
Comentar