Juízes já se comprometem a declarar se pertencem à maçonaria

Presidente do sindicato incentivou deputados a legislarem, avisando que o Parlamento não deve usar como argumento o facto de os maçons dizerem que não irão cumprir a lei.

Foto
Manuel Ramos Soares, presidente da ASJP

Num registo completamente diferente do do grão-mestre do Grande Oriente Lusitano, cuja audição na Comissão de Transparência e Estatuto dos deputados precedeu a sua nesta terça-feira à tarde, o juiz desembargador Manuel Soares defendeu nesta terça-feira que deveria ser obrigatório para os juízes declararem se pertencem a organizações que exigem a prestação de promessas de fidelidade ou em que, por serem secretas, não seja possível conhecer os seus associados.