Presidente do Chade morre em visita às tropas na frente de combate

Idriss Deby, de 68 anos, liderava o país desde 1990 e era visto como um aliado dos países ocidentais contra o extremismo islâmico.

Foto
Idriss Deby tinha 68 anos Reuters/Claire Soares

O Presidente do Chade, Idriss Deby, morreu nesta terça-feira durante uma visita às tropas na frente de combate contra os rebeldes no Norte do país. Deby, de 68 anos, liderava o país de forma autoritária desde 1990 e tinha sido eleito na segunda-feira para um sexto mandato consecutivo.

O general Mahamat Kaka, filho de Idriss Deby, foi nomeado presidente interino.

De acordo com um porta-voz do Exército, citado pela agência Reuters, Deby estava de visita à frente dos combates contra os rebeldes na fronteira com a Líbia, a norte. A causa da morte não foi avançada.

“Lançamos daqui um apelo ao diálogo e à paz a todos os chadianos no país e no estrangeiro, para continuarmos a construção do Chade em união”, disse o porta-voz do Exército, Azem Bermendao.

O Governo de Idriss Deby é visto como um aliado dos países ocidentais na luta contra o extremismo islâmico, onde se destacam o Boko Haram e grupos ligados à Al-Qaeda e ao Daesh.