Menos TV e mais TikTok: o cinema e a TV são cada vez menos importantes para a Geração Z

Os sub-25 preferem de longe os jogos, a música e as redes sociais como entretenimento e deixam cinema e TV para ver em casa para o fim da lista. Estudo nos EUA avisa que tendência pode contaminar Millennials e Geração X e ser uma mudança permanente.

Foto
Um jogador de "Fortnite" Miguel Manso

O amor dos adolescentes e jovens adultos pelos videojogos e redes sociais não é uma novidade, mas a pandemia permitiu pôr em perspectiva a importância de tantos adultos se terem juntado aos mais jovens a jogar Animal Crossing nos confinamentos ou a escolher entre serviços de streaming conforme o seu preço e a multiplicação. Um novo estudo mostra como, nos EUA, a Geração Z perdeu o interesse por ver TV ou filmes em casa e como o seu comportamento pode não só ser uma mudança permanente no panorama geral e influenciar os espectadores mais velhos, dos Millennials à Geração X ou mesmo aos Baby Boomers, rumo a um mundo com menos TV e mais TikTok.