José Mourinho despedido do Tottenham

Treinador português não aguentou o ciclo de maus resultados e deixa o clube na sétima posição da Premier League.

Foto
Reuters/Matthew Childs

José Mourinho já não é treinador do Tottenham. A notícia foi confirmada nesta segunda-feira pelo clube, que dá conta da mudança no comando técnico a menos de uma semana da final da Taça da Liga. 

Na última jornada, o Tottenham empatou em casa do Everton (2-2) e mantém-se no sétimo lugar da Premier League, fora das posições de acesso às competições europeias. De resto, os “spurs” também já foram eliminados da Liga Europa, depois de uma derrota surpreendente na Croácia, diante do Dínamo Zagreb. 

Dezassete meses depois de ter tomado conta da equipa, substituindo Mauricio Pochettino, José Mourinho deixa, assim, o projecto, após um ciclo de resultados pouco positivo: dois pontos apenas nos últimos três jogos para o campeonato.

“José e o seu staff estiveram connosco ao longo do nosso período mais desafiante como clube. José é um verdadeiro profissional que mostrou enorme resiliência durante a pandemia. A nível pessoal, gostei de trabalhar com ele e lamento que as coisas não tenham corrido como nós os dois esperávamos”, explicou o presidente do Tottenham, Daniel Levy,

Com mais uma jornada do campeonato agendada já para quarta-feira (recepção ao Southampton) e com a final da Taça da Liga, diante do Manchester City, marcada para domingo, a direcção do Tottenham entregou, para já, a orientação da equipa a Ryan Mason, prometendo novidades para breve.

Aos 58 anos, José Mourinho volta a fechar um capítulo incompleto na carreira, desta vez sem qualquer título conquistado, depois de ter arrebatado vários troféus em Inglaterra, maioritariamente com o Chelsea (e alguns com o Manchester United).