Covid-19: Portugal regista 441 casos e três mortes. Internamentos e doentes em cuidados intensivos aumentam

Desde o início da pandemia, as autoridades de saúde detectaram 831.001 infecções por SARS-CoV-2 e 16.945 mortes.

Foto
Dados da DGS foram apurados no sábado Manuel Roberto/Arquivo

Portugal registou 441 casos de covid-19 e três óbitos causados pelo vírus no sábado, de acordo com os dados publicados pela Direcção-Geral da Saúde (DGS) no boletim epidemiológico deste domingo.

Desde o início da pandemia, as autoridades de saúde detectaram 831.001 infecções por SARS-CoV-2 e 16.945 mortes.

Dos três óbitos, dois registaram-se na região de Lisboa e Vale do Tejo: com 7185 mortes, esta é a região do país mais vítimas mortais. A terceira morte aconteceu na região Centro, aumentando para 3006 a contabilização de mortes provocadas pela covid-19 nesta área do território continental. 

Há mais 13 internamentos do que na sexta-feira, com mais seis pacientes a darem entrada este sábado em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI). Contam-se agora 428 pessoas nos hospitais a receberem tratamento para recuperar da infecção, 109 destas nos cuidados intensivos.

Foram dadas como recuperadas mais 395 pessoas, num total de 788.669 recuperações desde o início da pandemia.

Este sábado viu ainda uma subida no número de casos activos: são agora mais 43, num total de 25.387. As autoridades de saúde têm ainda mais 74 contactos sob vigilância, aumentando este número para 20.712.

O índice de transmissibilidade do vírus em Portugal, o R(t), está em 1,05. Se contabilizarmos apenas o território continental, este número desce para 1,04. O país ainda se encontra na “zona verde” da matriz de risco, que norteia o avanço no plano de desconfinamento.

A incidência nacional também está abaixo do limite – 120 casos por 100 mil habitantes a 14 dias – imposto pelas autoridades de saúde. O país tem neste momento 71,6 casos de infecção por 100 mil habitantes. Se olharmos apenas para Portugal continental, a incidência fixa-se este indicador fixa-se nos 68. 

Esta matriz de risco será actualizada na segunda-feira, dia em que inicia a terceira fase de desconfinamento no país.