“Precisamos de ser soberanas”: as mulheres de tribos nativas americanas estão a reclamar o seu idioma

Quirina Geary sentiu-se menos indígena quando lhe pediram para falar no idioma da sua tribo e ela não sabia uma única palavra. A partir daí, começou a trabalhar para recuperar a língua — e, quem sabe, a soberania das comunidades.

Foto
Rachel Bujalski

Em 1980, quando a turma do quarto ano de Quirina Geary aprendeu sobre as missões espanholas e as tribos nativas americanas que conquistaram, ela anunciou, orgulhosamente, que a sua família fazia parte da tribo mutsun, que viveu durante milhares de anos onde agora é a Califórnia Central.

Sugerir correcção
Comentar