Luis Sepúlveda dá nome ao prémio para os mais novos do Correntes d’Escritas

O Prémio Conto Infantil Ilustrado Correntes D’Escritas/Porto Editora existe desde 2008 mas vê-se agora rebaptizado, numa homenagem ao escritor chileno que morreu há um ano.

Foto
Luis Sepulveda Fábio Teixeira

Um ano depois da morte do escritor Luis Sepúlveda (1949-2020), a 16 de Abril de 2020, vítima de covid-19, o Prémio Conto Infantil Ilustrado Correntes D’Escritas/Porto Editora passa a chamar-se Prémio Literário Luis Sepúlveda.

“É uma homenagem ao escritor chileno em reconhecimento pelo seu contributo ao estímulo à leitura junto dos mais novos”, explicam a Porto Editora e o Correntes D’Escritas em comunicado. A ideia partiu do grupo editorial que com o festival literário da Póvoa de Varzim criou este prémio em 2008 e edita a obra de Luis Sepúlveda em Portugal. O autor de História de uma Gaivota e do Gato que a Ensinou a Voar era presença habitual no Correntes, que lhe dedicou a edição deste ano, realizada em Fevereiro passado.

O Prémio Literário Luis Sepúlveda continuará a premiar, anualmente, contos infantis ilustrados inéditos – conto e ilustração –, em língua portuguesa, realizados por alunos que frequentem o quarto ano de escolaridade do primeiro ciclo do ensino básico, privilegiando, explica a editora, “os textos que veiculem as principais ideias que sempre estiveram presentes na obra de Luis Sepúlveda: a defesa do ambiente, o respeito pelo outro, a amizade, a solidariedade social e a liberdade”.

Para a XIII edição do Prémio Literário Luis Sepúlveda, as escolas têm como data-limite de entrega dos trabalhos o dia 3 de Janeiro de 2022. Os vencedores serão anunciados durante a próxima edição do Correntes D’Escritas, que acontecerá de 21 a 24 de Fevereiro de 2022.