Moradas falsas: tribunal pede levantamento da imunidade de nove deputados

Sandra Cunha, do BE, renunciou ao mandato. PS e PSD admitem enviar ao tribunal uma explicação de enquadramento sobre as regras em vigor à data dos factos e as novas aprovadas em 2019, mas arriscam que seja entendida como uma intromissão no trabalho judicial.

Foto
Hemiciclo parlamentar JOSÉ SENA GOULÃO

São pelo menos nove os deputados do PS, PSD e BE para os quais o Ministério Público pediu, desde o final de Março, o levantamento da imunidade parlamentar para que sejam ouvidos como arguidos pelo crime de peculato por terem, alegadamente, indicado moradas diferentes das que efectivamente usavam como local habitual de residência e assim recebiam da Assembleia da República (AR) subsídios de deslocação mais elevados.