EUA: Pedidos de subsídio de desemprego ao nível mais baixo desde início da crise

Entre 4 e 10 de Abril, inscreveram-se no desemprego 576.000 pessoas. Desde Março de 2020 que não se verificava um valor tão baixo.

Foto
Reuters/Bryan Woolston

Os pedidos novos de subsídio de desemprego nos Estados Unidos desceram para 576.000 na semana passada, ficando abaixo de 600.000 pela primeira vez em mais de um ano, anunciou esta quinta-feira o Departamento do Trabalho daquele país.

Entre 4 e 10 de Abril, inscreveram-se no desemprego 576.000 pessoas, quando na semana anterior tinham sido 769.000. As previsões dos analistas apontavam para 695.000 inscrições.

Este é o total semanal mais baixo de novos pedidos de subsídio de desemprego desde 14 de Março de 2020, semana em que quando foram registados 256.000, segundo o comunicado do Departamento do Trabalho dos EUA.

O número total de pessoas que beneficiam de apoios, em todos os programas, por perda de emprego ou de salário nos Estados Unidos era de 16,9 milhões no final de Março, segundo os últimos dados disponíveis, ou seja, menos 1,2 milhões do que na semana imediatamente anterior.

As inscrições recuaram no início de Março, mas tinham subido de novo nas duas semanas seguintes, de forma inesperada, ultrapassando os 700.000 pedidos.

Nos Estados Unidos, a actividade económica tem vindo a recuperar da crise causada pela pandemia de covid-19, à medida que avança a campanha de vacinação.

A taxa de desemprego desceu em Março para 6%, em comparação com 6,2% no mês anterior.