Lagos reforça presença no GC32 Racing Tour 2021

Devido à pandemia, o calendário da prestigiada competição de vela foi reformulado. A cidade algarvia será o campo de regatas de dois eventos que terão início no final de Junho e de Julho.

Foto
JESÚS RENEDO/GC32 RACING TOUR

Quatro meses depois de anunciar que Lagos seria o palco de uma das cinco etapas do GC32 Racing Tour 2021, uma das provas de maior prestígio a nível internacional, a organização da competição aprovada pela World Sailing anunciou uma reformulação do calendário do evento, com Lagos a ganhar maior relevância: a baia da cidade algarvia será o campo de regatas de dois eventos que terão início no final de Junho e de Julho.

As alterações promovidas pela organização do GC32 estão relacionadas com a pandemia. No calendário inicial, Lagos receberia a terceira etapa, já depois dos velozes catamarãs passarem por Port Camargue, no Sul de França, e por Riva del Garda, em Itália.

No entanto, com os constrangimentos que se vivem na Europa devido à pandemia, o arranque da competição foi adiado. Tal como foi anunciado em Dezembro, Lagos continuará a receber aos GC32 entre 30 de Junho e 4 de Julho, mas essa será agora a etapa inaugural da prova.

Cerca de um mês mais tarde, os catamarãs e alguns dos melhores velejadores mundiais voltam à cidade algarvia (entre 28 de Julho e 1 de Agosto), seguindo-se a nova etapa italiana, em Villasimius, no extremo sudeste da Sardenha, entre 15 e 19 de Setembro, onde será atribuído o título mundial.

A terminar, no que será também uma novidade no mapa dos GC32, a competição realiza as últimas regatas nas águas calmas do mar Menor, na costa de Múrcia, em Espanha, entre 3 e 7 de Novembro.

Para Hugo Pereira, presidente da Câmara Municipal de Lagos, o anúncio do reforço da presença da cidade algarvia no mapa do evento foi recebida “com particular satisfação”.

O autarca lembra que “os últimos meses têm sido muito difíceis para os lacobrigenses e para a economia” local, “mas, com eventos que promovam bem” a cidade internacionalmente e “cumprindo escrupulosamente as regras em vigor”, será possível “mostrar que apesar das dificuldades”, Lagos pode “começar a preparar a volta à normalidade possível”.

“Estou certo que, mais uma vez, vamos saber acolher muito bem todos os envolvidos no GC32 Racing Tour, e, no final, eles serão os nossos melhores embaixadores”, acrescenta Hugo Pereira.

Em 2018 e 2019 as condições naturais oferecidas por Lagos para a prática da vela com foils merecerem elogios unânimes de organizadores e velejadores, alguns deles nomes grandes da vela mundial, e, por esse motivo, Christian Scherrer, manager do GC32 Racing Tour, considerou que a decisão de fazer um evento duplo no Algarve foi a “decisão certa”.

“Foi uma decisão difícil, mas consideramos que foi a decisão certa e pragmática. É o melhor compromisso possível para conseguir boas corridas. Estamos gratos por ter em Lagos parceiros que estão disponíveis para nos receber duas vezes na mesma temporada”, concluiu Scherrer.