Será que o risco de coágulos é maior para as mulheres que foram vacinadas com a AstraZeneca?

Há muitas interrogações sobre o que provoca as tromboses associadas a algumas vacinas da covid-19, mas o facto de haver mais mulheres afectadas pode ter que ver só com elas terem sido mais vacinadas.

Foto
A taxa de incidência destas tromboses raras “não mostra diferença alguma entre homens e mulheres”, dizem as agências reguladoras CARLOS OSORIO/Reuters

Os cientistas estão a começar a desvendar o mistério das tromboses muito raras de que sofrem algumas pessoas que receberam a vacina da AstraZeneca e também, aparentemente, a da Johnson & Johnson. A predominância de mulheres entre as vítimas pode ser enganadora.