Renato Sanches, uma “peça” enviada para restauro

O médio português foi o Golden Boy em 2016 – já depois de ter sido o “joker” de Portugal no Europeu de França –, mas não soube dar o salto para um “tubarão” europeu. Em 2020/21, com 23 anos, apresta-se a ser, novamente, o antigo Renato.

Foto
Renato em acção pelo Lille Reuters/Daniele Mascolo

Em 2019, Renato Sanches estava no fundo de um poço que já “engoliu” tantos jogadores: era um jovem que deu um passo audaz para um “tubarão” europeu, mas cuja afirmação foi travada pela forte concorrência e pela incapacidade de gerir o peso da responsabilidade.