No Jardim da Serra há um porto seguro para cerejeiras, trigo, inhame e macieiras

Com o abandono da agricultura e as alterações climáticas a ameaçarem muitas plantas que antigamente alimentavam as terras altas da Madeira, há um projecto que luta pela preservação das sementes e da biodiversidade.

Foto
GREGÓRIO CUNHA

“Noutros tempos, nesta época, isto estaria tudo branquinho...”, diz Manuel Neto, olhando em redor. “Aqui à volta era quase tudo cerejeiras. Hoje já só encontramos algumas residuais.” O ano de 2010, que foi “terrível por causa das chuvas torrenciais”, marcou o declínio das cerejeiras no Jardim da Serra, Câmara de Lobos, Madeira.