Ronaldo marca no triunfo da Juventus, mas Inter também ganha

Foto
Cristiano Ronaldo Reuters/MASSIMO PINCA

Cristiano Ronaldo marcou nesta quarta-feira no triunfo da Juventus sobre o Nápoles, por 2-1, em acerto de campeonato, no qual o Inter bateu o Sassuolo pelo mesmo resultado, reforçando o comando folgado completadas 29 jornadas da Liga italiana de futebol.

O Inter tem agora 71 pontos, mais 11 do que o AC Milan, segundo com 60, enquanto a Juventus sobe a terceiro, agora com 59, destronando a Atalanta, com 58, mais dois do que o Nápoles, quinto com 56.

Em jogo em atraso da terceira jornada, a Juventus foi mais letal do que o rival, chegando ao intervalo na frente depois de golo de Cristiano Ronaldo, na melhor fase da equipa, que durou até aos 20 minutos.

Após falhar uma emenda “fácil” de cabeça, Cristiano Ronaldo marcou aos 13 minutos: Chiesa ludibriou dois adversários na direita e cruzou para a zona central da área, onde o português fugiu à marcação dos centrais para rematar de primeira.

O Nápoles surgiu dominador no segundo tempo, instalando-se no meio-campo adversário e criando diversos problemas a Buffon, porém expôs-se muito defensivamente, permitindo vários contra-ataques que ameaçavam sentenciar a partida.

Não foi em contragolpe, mas em ataque organizado que a bola chegou a Paulo Dybala (73') que, já no interior da área, atirou de pronto e ampliou para 2-0.

Mário Rui ainda entrou em jogo aos 76 minutos, porém a equipa de Genaro Gattuso apenas conseguiu reduzir aos 90’, na conversão de penálti por Insigne, insuficiente para resgatar pelo menos um ponto, apesar de ter terminado a partida a ameaçar na área oposta.

Depois de conquistar nove campeonatos consecutivos, a “vecchia signora” anda esta época arredada dos primeiros lugares, num campeonato titubeante e que ainda vai ter desafios com os seus três mais fortes adversários, nomeadamente Inter, AC Milan e Atalanta.

Em desafio em atraso da 28.ª jornada, o Inter sentiu muitos problemas frente ao Sassuolo, com uma atitude personalizada e ambiciosa, traduzidos nos 67% de posse de bola ao intervalo em campo alheio.

Aos 10 minutos, em ataque rápido, o veterano Ashley Young cruzou para Lukaku desviar de cabeça para o 1-0, que prevalecia ao descanso.

Um puxão de camisola na área no Inter, passível de grande penalidade, foi ignorado pelo árbitro (e não sancionado pelo VAR) com o lance a prosseguir para contra-ataque no qual Lukaku encontrou Lautaro Martinez sem marcação, acabando o argentino por rematar antes da recuperação do defesa e o guarda-redes “preso” ao relvado.

De nada valeram os protestos do Sassuolo que ainda reduziu, aos 85’, em remate em arco do jovem marfinense Hamed Traore.