Parques e monumentos de Sintra voltam a receber visitas

Já pode agendar visitas à Pena e Monserrate, aos palácios, castelo e jardins, aos Capuchos e à Escola Portuguesa de Arte Equestre. Atenção que ao fim-de-semana estes espaços só abrem de manhã.

Foto
Enric Vives-Rubio

A partir desta segunda-feira, Sintra voltou a receber visitantes nos parques e monumentos geridos pela Parques de Sintra.

A empresa gestora é responsável pelo Parque e Palácio Nacional da Pena, assim como pelos Palácios Nacionais de Sintra e de QueluzChalet da Condessa d’Edla, Castelo dos Mouros, Palácio e Jardins de Monserrate, Convento dos Capuchos e Escola Portuguesa de Arte Equestre.

No “regresso à operação”, destaca-se, é relançado “um conjunto diversificado de experiências”. Entre estas, encontra-se o regresso do programa “Manhãs da Arte Equestre”, na escola. “Para já”, informam, “decorrerá apenas no Páteo da Nora”.

Por outro lado, alguns serviços poderão sofrer “constrangimentos temporários no funcionamento”, devido às medidas de segurança sanitária em vigor”. É o caso dos serviços de restauração, que “estarão limitados na sua operação, funcionando apenas em regime de venda ao postigo ou com recurso a máquinas de venda automática”. Mas podem ser usadas as esplanadas, tal como acontece com a restauração por todo o país a partir desta segunda-feira – como manda a regra, com lotação máxima de quatro pessoas por mesa. Assinale-se, porém, que "algumas lojas permanecerão encerradas”.

Durante a semana, os monumentos e parques terão o horário habitual, mas chama-se a atenção para o facto de haver limitações aos fins-de-semana: encerramento às 13h ao sábado e domingo. Ainda assim, confirmou o gabinete de comunicação, “aos domingos, mantém-se a gratuitidade habitual para os residentes no concelho de Sintra”.

“Seguindo com rigor as recomendações da Direcção-Geral da Saúde”, para “segurança de colaboradores e de visitantes”, a Parques de Sintra informa, entre outras medidas, do “uso obrigatório de máscara”, “admissão condicionada, para garantir lotações dentro dos limites estipulados pelas autoridades sanitárias”, “observação da distância mínima de segurança”, “pagamento preferencial com cartões bancários ou MBWay” ou da “suspensão do aluguer de audioguias para visitas individuais e de rádioguias para visitas de grupo”.