Serra da Estrela: estância de esqui não desiste e marca reabertura para 5 de Abril

E a neve? Se tudo correr pelo melhor, serão três semanas com algumas pistas abertas e muita neve artificial. A reabertura está marcada para segunda-feira: há promoções e compra exclusiva online.

Foto
(Arquivo) PAULO PIMENTA / PUBLICO

Em Dezembro, a estância de esqui da serra da Estrela ainda esperava “uma boa época de esqui”. Mas, tal como para grande parte do país, não houve “boa época” nem quase “época”. Encerrada desde 15 de Janeiro, devido às restrições impostas pela pandemia, a estância, ainda assim, não desiste. Aposta agora num final de época marcado para decorrer de 5 a 25 de Abril. Para isso, espera-se que as condições meteorológicas sejam favoráveis e, seja como for, não falhará a produção de neve artificial.

A Carlos Varandas, director-geral da estância de esqui da serra da Estrela, propriedade da Turistrela, não falta esperança: “Estou em crer que só o facto de anunciar que a estância estará aberta informa logo que há neve na serra da Estrela. Associado a isso, com a abertura de pistas, aumentará de forma significativa a procura, nomeadamente no parque hoteleiro da região, os serviços, a restauração e tudo o mais”, diz à Fugas.

À partida, das 18 pistas, segundo o responsável, esperam poder ir disponibilizando “entre três e quatro”: a Pista Escola, Covão, Cântaro e, talvez, a Pista de Lagoa. O tapete rolante e dois telesquis estarão a funcionar, mas o mesmo não acontecerá com a telecadeira.

Tal como na época passada, os esquiadores devem adquirir previamente o bilhete online através do site. A grande novidade são os forfaits. que têm o preço unitário de 25 euros por pessoa e poderão descer até aos 15 euros em tarifa promocional. “Não é certo dizer que vá ser instituído, mas é uma solução que está em cima da mesa”, revela Carlos Varandas. Os estudantes vão continuar a beneficiar das promoções de 15 euros às quartas-feiras.

O aluguer do equipamento completo de esqui, em que se incluem a prancha, botas e bastões e snowboard (prancha e bastões) tem um custo de 25 euros para adultos, 20 euros para estudantes e 15 euros para crianças.

A estância aposta ainda em medidas de combate à pandemia. O horário de funcionamento mantém-se das 9h às 16h30 com limite de entrega do material até às 17h, mas a capacidade máxima deverá resumir-se a 350 pessoas por dia (35% do que seria habitual).

Estância de Ski Serra da Estrela
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Estância de Ski Serra da Estrela

Para além do uso obrigatório de máscara, higienização das mãos e cumprimento das regras de etiqueta respiratória, a loja de aluguer de equipamento estará restringida a um máximo de dez pessoas.

Foram ainda definidos dois circuitos de circulação — uma entrada e uma saída — para que sejam evitados cruzamentos e eventuais ajuntamentos. Nas entradas do tapete dos telesquis, os visitantes deverão manter um distanciamento de dois metros. Nas pistas, a distância aumenta para dez metros.

Uma vez mais, as aulas de esqui e snowboard para grupos estão suspensas. Se os interessados forem do mesmo agregado familiar devem apresentar, no local, a documentação que o comprove.

Apesar das regras de segurança, restrições de circulação e redução do número de pistas, Carlos Varandas mantém-se optimista, tendo em conta que este poderá ser o destino de neve escolhido por quem habitualmente frequentava outras estâncias europeias que, na sua grande maioria, permanecem fechadas.