E se a vida marinha fosse... de plástico?

A beleza do mergulho parece sem fim. Na profundidade das águas translúcidas, os raios de luz iluminam um cardume — dezenas e dezenas de “peixes” coordenados, exuberantes, sem ameaças à vista, sem quotas para controlarem a população. Afinal, o lixo feito por humanos não parece estar perto de desaparecer do oceano.

E se o plástico pudesse ser integrado na vida marinha?”, pensou Pascal Schelbli, a meio do processo de imaginar uma curta de animação que alertasse para a poluição marinha, sem mostrar baleias com o estômago repleto de sacos de plástico, tartarugas com palhinhas no nariz ou praias paradisíacas cheias de redes de pesca e chinelos de dedo. É um ponto de partida “sarcástico”, reconhece o realizador suíço. The Beauty leva-nos numa viagem sem culpa e deixa-nos ir na maré de uma evolução imaginada, onde a natureza resolveu o problema e integrou o plástico formando criaturas mais resistentes. 

A animação que correu festivais e amealhou prémios em 2019 e 2020 está agora disponível no Vimeo. O filme é o projecto final da tese de Schelbli e mistura filmagens reais com imagens criadas digitalmente

Sugerir correcção