António Costa anuncia 150 postos de vacinação rápida e cem mil vacinas por dia em Abril

O primeiro-ministro diz que vamos receber em Abril tantas vacinas como recebemos nos últimos três meses.

Foto
O primeiro-ministro anunciou o início da vacinação em grande escala LUSA/ANTÓNIO PEDRO SANTOS

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou este sábado que em Abril vão estar operacionais cerca de 150 postos de vacinação rápida que poderão administrar “pelo menos cem mil vacinas por dia”.

Durante uma visita ao início do processo de vacinação contra a covid-19 de docentes e não docentes de educação de infância e de profissionais primeiro ciclo de educação, no Pavilhão Multiusos de Odivelas, António Costa lembrou que, em Abril, Portugal vai receber um milhão e oitocentas mil vacinas.

“Vamos receber em Abril o que recebemos em Janeiro, Fevereiro e Março [de vacinas]. Vamos ter que triplicar o esforço de aplicação das vacinas e, por isso, todo o processo que tem decorrido nos centros de saúde vai ter de ser complementado com cerca de 150 postos desta natureza para assegurar que vamos cumprir as nossas metas”, afirmou durante a visita, em que foi acompanhado pelo ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e pelo coordenador do processo de vacinação, vice-almirante Gouveia e Melo.

António Costa salientou a importância do arranque deste processo de vacinação, “não só para garantir a segurança nas escolas”, mas também “para fazer a testagem” do processo de vacinação rápida.

“Mantemos as metas [de vacinação]. Já cumprimos uma, que é importante, que era de assegurar que a generalidade da população com mais de 80 anos estava vacinada até ao final de Março e agora estamos a preparar outra fase que é muito mais exigente, que é a fase em que temos de aumentar a capacidade de administração das vacinas. Diria que é a fase boa do problema”, afirmou ainda António Costa.

Questionado sobre a disponibilidade de recursos humanos para esta nova fase da vacinação, o primeiro-ministro disse que as necessidades estão identificadas e que, entre o Serviço Nacional de Saúde e de recursos que tenham de ser contratados, “está tudo preparado para que esta operação decorra sete dias por semana”.

António Costa comentou também o facto do Tribunal Constitucional alemão ter dado uma nota negativa à chamada “bazuca” financeira da União Europeia de apoio ao combate à covid-19, afirmando que “todo o processo tem estado a correr bem, mas que em todos os estados de direito podem ser levantadas questões de constitucionalidade e elas serão tratadas. “Espero que não bloquei um processo que é fundamental, que é termos o mais rapidamente possível essa vitamina fundamental”, acrescentou.

Questionado ainda sobre a possibilidade de o Novo Banco pedir uma nova injecção de capital de cerca de 600 milhões de euros, António Costa afirmou: “É um pedido, será devidamente apreciado. Manifestamente ultrapassa aquilo que é a avaliação que se faz sobre as necessidades e daquilo que é devido, mas isso é outro filme.”

O processo de vacinação de docentes e não docentes de educadores de infância e de profissionais primeiro ciclo de educação será interrompido no fim-de-semana da Páscoa e retomado no fim-de-semana de 10 e 11 de Abril.