Agora, qualquer pessoa com um iPhone pode fazer um deepfake. E não estamos prontos para o que vai acontecer

Rimo-nos quando vemos a cara do nosso amigo a dizer algo que sabemos que ele nunca diria, ou quando pomos uma celebridade a comportar-se como queremos. Mas, apesar das gargalhadas, que prejuízos nos podem trazer os deepfakes?

Foto

Pus o George Washington a cantar disco e a Marilyn Monroe a atirar-me um beijo. Apenas com uma foto e recurso a uma app para iPhone, posso criar um vídeo de qualquer cara a dizer ou a cantar o que quiser. E tu também. A tecnologia para criar deepfakes — vídeos de pessoas a fazerem coisas que nunca aconteceram — chegou aos smartphones. É simples, engraçado... mas também problemático.

Sugerir correcção
Comentar