Rio diz que Vladimiro Feliz é um “homem confiável” para o Porto

Presidente do PSD revelou mais 50 candidatos do partido às eleições autárquicas. Entre eles, Ricardo Baptista Leite em Sintra, Vladimiro Feliz no Porto e, para Gaia, António Oliveira - que deixou o futebol profissional há mais de 15 anos, vincou.

rui-moreira,eleicoes-autarquicas,camara-porto,politica,rui-rio,psd,
Fotogaleria
Rui Rio assume por inteiro responsabilidade pela escolha de Vladimiro Feliz para o Porto Nelson Garrido
rui-moreira,eleicoes-autarquicas,camara-porto,politica,rui-rio,psd,
Fotogaleria
Nelson Garrido

Rui Rio assume toda responsabilidade pela escolha de Vladimiro Feliz para candidato à presidência da Câmara do Porto, embora admita que no partido havia quem preferisse Paulo Rangel. E refuta críticas relativamente à escolha de António Oliveira como candidato à Câmara de Vila Nova de Gaia.

“O meu candidato é este e todos acreditaram, porque neste eu confio, é um homem confiável, um homem que conhece bem a cidade do Porto, um homem que conhece bem a Câmara Municipal do Porto e um homem leal”, afirmou nesta terça-feira o presidente do PSD, numa conferência de imprensa, no Porto, em que divulgou mais 50 nomes de candidatos às eleições autárquicas já homologados pela direcção nacional.

“Havia diversas hipóteses, mas empenhei-me particularmente no Porto, depois de eu ter sido 12 anos presidente”, disse, afirmando que o eurodeputado Paulo Rangel, que admitiu ser o candidato preferido de alguns militantes, “não quis correr o risco de ser candidato à Câmara do Porto - portanto, não é”. 

Enquanto autarca no Porto, Rui Rio não permitiu que a política e o futebol se misturassem em circunstância nenhuma e manteve sempre uma distância entre estes dois mundos, tendo ainda há meses afirmado que a política tem um lado “racional” e o futebol tem mais a ver com a “emoção” que não convém misturar. Mas esse separar de águas não o impediu de convocar o antigo futebolista e seleccionador nacional, António Oliveira, para o primeiro lugar na lista do PSD para a Câmara de Vila Nova de Gaia.

Em resposta aos jornalistas, depois de revelar os candidatos, Rui Rio declarou que não há aqui qualquer contradição ou excepção aberta para o antigo jogador do Futebol Clube do Porto. E explicou. “António Oliveira deixou de ser jogador em 1986, deixou de treinar há cerca de 20 anos e a ligação ao futebol terminou em 2006”. Para Rio,” promiscuidade” é aquilo que, por exemplo, se passa com os actuais presidentes das câmaras do Porto e de Vila Nova de Gaia, Rui Moreira e Eduardo Vítor Rodrigues, respectivamente, que acumulam essas funções com a presença no Conselho Superior do FC Porto. 

Quanto a Oliveira, Rui Rio defende que “alguém que esteve ligado ao futebol não fica com estigma” nem será por si “perseguido, o que seria “inadmissível” em democracia. E tratou de evidenciar a carreira multifacetada do agora candidato pós-futebol, que se licenciou em Direito pela Universidade Católica, realizou investimentos “em diversos sectores”, é empresario no sector vinícola e um dos “maiores coleccionadores privados de pintura e escultura”.

Esta terça-feira ficou a saber-se que o deputado e médico Baptista Leite vai candidatar-se à Câmara de Sintra pelo PSD. O líder do PSD elogiou Jorge Ascenção, líder da Confederação Nacional das Associações de Pais (Confap), que vai concorrer a Gondomar.