Os EUA já souberam como é viver com o controlo da venda de armas de assalto

Entre 1994 e 2004 era proibida a comercialização e a posse das armas mais usadas em massacres como o de Boulder. A probabilidade de ocorrerem diminuiu acentuadamente nesse período.

Foto
O autor do massacre em Boulder usou uma arma de assalto ALYSON MCCLARAN / Reuters

Durante uma década, o fabrico e a venda da maioria dos tipos de armas de assalto a civis esteve proibida nos EUA. No entanto, essa lei não foi renovada, e as armas semi-automáticas, como a que foi usada no tiroteio de Boulder, tornaram-se nas mais usadas nos assassínios em série mais sangrentos da última década.