Como dizer frigorífico? As aulas de uma família síria em S. Pedro da Cova

Vamos conseguir comunicar com as pessoas? Seremos bem-recebidos? Vamos ter trabalho? E amigos? As dúvidas eram muitas quando a família Baytar chegou a São Pedro da Cova, há meio ano. Em pouco tempo, a incerteza foi desaparecendo e perceberam que afinal Portugal e a Síria não são muito diferentes.

Foto
Nelson Garrido

Uma casa pequena nas traseiras da rua principal em São Pedro da Cova, Gondomar é a nova morada da família Baytar. Lá dentro, de postura atenta e com os olhos fixados no professor, preparam-se para mais uma aula de português. É um ritual que se repete há seis meses, todas as manhãs, porque o maior entrave à integração é a língua. O casal Mahmood e Waffa ainda não ganhou coragem para falar português, mas à medida que a aula decorre e os lábios se movem, é evidente que tal como os filhos, já percebem o idioma.