O mais alto pinheiro de Portugal está em Tibães

Contemporâneo dos monges beneditinos que habitaram o Mosteiro de Tibães, em Braga, e modelaram a paisagem até 1834, este é o mais alto pinheiro-bravo medido em Portugal. Na Cerca há mais duas árvores (cedros-do-himalaia) classificadas.

Foto
Nelson Garrido

Aparentemente inerte e desprovido de energia, o totem de torres de computador esventradas vai sendo habitado por musgos e fetos que se alojam entre os componentes e aos poucos engolido pela floresta. A instalação camaleónica in-situ do artista Nicolás Lamas deixa-nos interpretações com infinitas ramificações, combina e conecta elementos da natureza com tecnoarqueológicos que nos fazem pensar sobre como estamos inevitavelmente hiperligados ou mesmo dependentes da natureza e do avanço e conhecimento da tecnologia.