A história mal contada da venda das barragens pela EDP

O governo tem um poder considerável neste negócio porque tem de o autorizar e tem direito de preferência na compra. Justifica-se que chegue à véspera sem perceber que vai ficar a ver navios?

Durante uma audição com a Comissão Parlamentar de Trabalho e Segurança Social, no dia 10 de fevereiro, a ministra Ana Mendes Godinho foi confrontada pelas deputadas e pelos deputados com as dificuldades de pais e mães em teletrabalho, numa altura em que já tinham passado quase três semanas desde o encerramento das escolas. A ministra não se mostrou disponível para apoiar estas famílias. Reconheceu que existem dificuldades, mas lembrou que a situação é “difícil para todos”. E acrescentou: “a dificuldade é real, mas todos vivemos situações de uma exigência imensa”.