Thomas Tuchel: “FC Porto é um adversário forte, mas estamos confiantes”

Treinador do Chelsea mostra-se satisfeito pelo facto de disputar a segunda mão em Stamford Bridge.

Foto
Reuters/LEE SMITH

Há duas razões que deixam Thomas Tuchel, treinador do Chelsea, satisfeito com o desfecho do sorteio dos quartos-de-final da Liga dos Campeões: a ordem dos jogos e o facto de o adversário não ser uma equipa da Premier League. O alemão alerta, também, para os perigos do rótulo de favorito que podem ser colados ao clube.

“Antes de mais, estou contente por disputarmos um jogo internacional contra um adverársio que não é inglês. A Liga dos Campeões é isso. Prefiro sempre jogar com equipas de outros países”, assumiu Tuchel, em conferência de imprensa de lançamento da próxima jornada do campeonato.

O outro motivo do contentamento do técnico é simples, mesmo em contexto de ausência de espectadores. “Vamos ter a segunda mão em casa, e isso é positivo, começarmos com um jogo fora e depois termos uma ligeira vantagem de fechar a eliminatória em casa”.

Graças à evolução que o Chelsea tem registado e às recentes exibições da equipa, Tuchel alerta para os riscos de os “blues” poderem ser vistos como favoritos. E lembra o que aconteceu com a Juventus. “Muita gente vai dizer que nós somos favoritos frente ao FC Porto, mas isso não nos ajuda. Podem perguntar em Turim qual a opinião que têm sobre isso”, sugeriu.

“De todo o modo, estamos confiantes e isso está ligado às nossas performances. Enfrentamos um adversário forte, com todo o respeito, mas estamos nos quartos-de-final e só pensamos em ganhar, só temos a meia-final no pensamento”, concluiu.