Aos poucos, países europeus voltam a utilizar vacina da AstraZeneca

Primeiro-ministro francês será vacinado com este medicamento na sexta-feira. Agência Europeia do Medicamento atestou “segurança e eficácia” da vacina.

Foto
Reuters/YVES HERMAN

Depois de uma suspensão de prevenção, Itália e França anunciaram o regresso da utilização da vacina da AstraZeneca esta quinta-feira. Estes anúncios seguiram a comunicação feita pela Agência Europeia do Medicamento (EMA), na qual o regulador atestou a “segurança e eficácia” deste fármaco, bem como a ausência de ligação da vacina aos casos de tromboembolismo venoso registados após a inoculação.

A Itália retomará a utilização da vacina da AstraZeneca já esta sexta-feira, de acordo com as informações avançadas pela AIFA, a agência italiana do medicamento. A mesma coisa acontece na Alemanha esta sexta-feira, bem como na Holanda, Lituânia e Letónia. 

Também a França, que suspendeu a inoculação com esta vacina na passada segunda-feira, voltará a incluir a AstraZeneca no plano nacional de vacinação contra a covid-19. A decisão foi anunciada durante a tarde desta quinta-feira pelo primeiro-ministro francês, Jean Castex, que será vacinado com esta vacina na sexta-feira.

Portugal vai retomar a vacinação com o medicamento da AstraZeneca na segunda-feira, anunciou o coordenador da task force responsável pelo plano nacional de vacinação, o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo. Numa conferência de imprensa em que também participaram o presidente do Infarmed, Ivo Rui, e a directora-geral da Saúde, Graça Freitas, foram relembradas as conclusões da EMA, que justificam o regresso da vacina ao esquema de vacinação. Ficou ainda definida a data em que se iniciará a vacinação dos professores com esta vacina.

“O número de vacinas que a AstraZeneca tinha previsto para o segundo trimestre era cerca de 4,4 milhões e foram reduzidas para cerca de 1,5 milhões de vacinas. É com isso que os planos já estão feitos, já estão adaptados para essas quantidades. Em principio, para além de fazermos o arranque da vacinação com a AstraZeneca esta segunda-feira, os docentes serão vacinados no fim-de-semana seguinte”, explicou o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo.