Profissionais do SNS não receberam o subsídio de risco que começava a ser pago em Fevereiro

Os SPMS ainda aguardam orientações do ministério para criar códigos de processamento da verba. O OE2021 estabelece que é pago de dois em dois meses e que se aplica durante os estados de emergência, calamidade ou contingência.

Foto
Manuel Roberto

Os profissionais de saúde que estão na linha da frente do combate à pandemia de covid-19 ainda não receberam o subsídio extraordinário de risco prometido pelo Governo e aprovado no Orçamento do Estado (OE) para 2021. Este subsídio deve ser pago de dois em dois meses e aplica-se durante estados de emergência, calamidade ou contingência.

Sugerir correcção
Ler 21 comentários