Lula voltou, mas é a pandemia que vai determinar o rumo da política brasileira até 2022

O agravamento da situação sanitária e o impacto económico deixaram o país numa situação sem paralelo. Nem Lula candidato nem Bolsonaro recandidato podem ser dados adquiridos, diz um politólogo.

Foto
No primeiro discurso depois de ver as condenações anuladas, Lula não disse se será candidato Fernando Bizerra Jr. / EPA

A reposição dos direitos políticos do ex-Presidente brasileiro, Lula da Silva, que permite que venha a ser candidato às eleições de 2022, foi vista como uma rara fonte de alguma clareza para o cenário político. Mas a progressão acelerada da pandemia e os seus efeitos económicos tornam qualquer previsão mais arriscada que o normal.

Sugerir correcção
Comentar