Com jogos ou cozinha ao vivo, restaurantes de fine dining reinventam-se para chegarem às nossas casas

Quatro restaurantes, muitas ideias: Arkhe, The Art Gate, Bistro 100 Maneiras e Praia no Parque procuram formas criativas de adaptar a alta cozinha ao confinamento, entregas e take-away

Foto
A enguia fumada do Praia no Parque dr

A experiência num restaurante de fine dining tem, geralmente, muito a ver com o estar numa bela sala, em certos casos ver a cozinha a funcionar, ter um atendimento personalizado, poder, eventualmente, falar com o chef. Neste momento tudo isso é impossível. Mas os restaurantes de alta cozinha tentam contornar as dificuldades do confinamento com ideias criativas e adaptando os seus menus aos serviços de delivery e take-away. Deixamos aqui quatro exemplos de restaurantes de topo em Lisboa que usam a imaginação para entrarem nas nossas salas com a melhor experiência possível. 

Arkhe

Chama-se Anfitriarkhe e acontece todas as terças-feiras a partir da cozinha do restaurante vegetariano Arkhe, em Lisboa. Os clientes-participantes inscrevem-se, recebem em casa, durante a tarde, uma caixa com todos os ingredientes necessários para cozinhar um jantar (35€, duas pessoas), e, à hora marcada, acedem à plataforma Zoom através de um link enviado (há outro que dá acesso a uma banda sonora escolhida especialmente para a ocasião e que se pode ouvir através do Spotify).

Do outro lado do ecrã surgem João Ricardo Alves, chef do Arkhe, e o seu sócio e somellier Alejandro Chávarro, que, a partir da cozinha do restaurante, nos vão guiar na preparação do jantar. Não há razão para preocupações porque tudo vem já bastante adiantado. Durante uma hora ouvimos as histórias e vamos bebendo um copo de vinho e acompanhando as explicações.

Foto
Alejandro e João depois de uma sessão de cozinha por Zoom dr

Fala-se de pasta (no dia em que o recebemos era um prato de pasta italiana) e da passagem de João pela Itália. Os participantes não se conhecem mas ao fim de algum tempo é como se se conhecessem – ou, pelo menos, ficamos a conhecer as cozinhas de cada um. No final, depois de empratada a entrada, é só cozer a pasta (um minuto e meio em água a ferver com sal) e juntá-la ao molho com cogumelos e espinafres, desligar o Zoom e comer.

Mais informações no Instagram do Arkhe, que também tem a carta habitual para delivery e take-away. reservas@arkhe.pt ou 211395258

100 Maneiras 2Go

O 100 Maneiras e o Bistro 100 Maneiras, ambos do chef Ljubomir Stanisic, reinventaram-se em tempos de pandemia lançando um site onde os clientes podem encomendar diferentes pratos, organizados por estilos.

É o 100Maneiras2Go e propõe o Go Cool, que inclui pratos frios como o ceviche, ou a gamba da costa, aguachile de coentros, malagueta verde, pepino, abacate e panipuri, o bife tártaro ou a terrina de bochecha e língua de vaca com pezinhos e orelha de porco; no Go Crunchy há croquetes de cozido, chips de batata e choco frito; o Go Bosnian permite uma viagem às origem de Ljubomir com bureks e uma selecção de especialidades da cozinha bósnia; o Go Nasty apresenta diversas pitas recheadas; o Go Hot oferece caril de camarão ou de vegetais, lasanha de carnes desfiadas, ou asas de frango do campo; e o Go Happy traz as sobremesas.

O sistema é simples, basta aceder ao site e encomendar os diferentes itens, que se vão somando num “carrinho”. Escolhe-se depois entre a possibilidade de entrega ou a de take-away. É também possível encomendar bebidas, não só de uma cuidada selecção de vinhos como dos famosos cocktails do 100 Maneiras, do Frida à Garota de Ipanema.

Foto
100 Maneiras To Go dr

Site: 2go.100maneiras.com

Praia no Parque

A barra do Praia no Parque, do chef Lucas Azevedo, é um dos melhores sítios de Lisboa para comer sushi e sashimi. Mas enquanto não podemos voltar a sentar-nos lá, há sempre a possibilidade de receber em casa uma refeição de sushi de primeiríssima qualidade.

Abre-se a elegante caixa de madeira e o que descobrimos no interior é apresentado com o mesmo cuidado e delicadeza de composição que as peças que são servidas no restaurante, tudo enquadrado por folhas que protegem o peixe e transportam para o prato o universo da gastronomia japonesa com os seus equilíbrios de cores e formas.

A proposta para take-away e delivery são duas Bento Box: a Deluxe, com 32 unidades, dá para duas pessoas e tem um custo de 130€ (12 nigiris, 4 futomakis, 6 hosomakis, 10 sashimi, e ainda uma caixa com 10g de caviar); e a Praia com 16 unidades, para uma pessoa, por 44€ (7 sashimi, 3 nigiris, 6 hosomakis).

Foto
O Sashimi Moriawase do Praia no Parque dr

Para quem quiser sushi e sashimi há ainda outras possibilidades, como o Sushi e Sashimi Moriawase, tendo o sushi 12 peças (41€) e o sashimi 15 (35€). Há também a enguia japonesa sobre arroz (31€) e o Futomaki Toro Takuan, que consiste em tártaro de barriga de atum com wasabi fresco (39€).

Outra vantagem do Praia no Parque é podermos combinar os pratos da barra com os da carta do restaurante, por exemplo o arroz negro de carabineiro (há outras opções de arroz, como, por exemplo, o Nasi Goreng) ou um tártaro de atum, abacate e caviar. E pedir, para sobremesa, por exemplo, um Pudim do Abade.

Contactos: 961336188 (todos os dias das 12h às 15h e das 19h30 às 22h30; o menu de sushi não está disponível às segundas)

TAG/Ofício

Sob a direcção do mesmo chef, Hugo Candeias, os restaurantes TAG/The Art Gate e Ofício (ambos no Chiado, em Lisboa) decidiram juntar-se para oferecer, durante o confinamento, uma dupla proposta. É o Quarantine Challenge que acontece através do Instagram, começa com o lançamento de perguntas às segundas-feiras aos seguidores dos dois espaços e segue com a divulgação do menu dessa semana, que pode ser pedido até quinta-feira ao fim do dia para ser recebido às sextas, sábados e domingos.

Os pratos chegam já prontos, e com etiquetas que explicam o que fazer no caso de ser necessário finalizar. Um exemplo: “Moelas quase à portuguesa, em molho concentrado e sedoso, confeccionado com tomate e redução feita com asas de frango. Se pretender aquecer, levar ao forno a 120º durante 6 a 8 minutos. Comer alternando com os crocantes da embalagem complementar.” Fácil, como se vê.

As propostas são variadas e cruzam a linguagem diferente dos dois restaurantes, sendo o TAG de fine dining e o Ofício de cozinha tradicional moderna. Ou seja, é possível combinar diferentes gostos – sendo certo que a irresistível tarte de queijo estilo basco vai ser certamente consensual. A carta de vinhos também apresenta propostas diferentes todas as semanas, representando as especificidades de cada um dos espaços.

Foto
The Art Gate e Ofício dr

Contactos: 926157492 ou therestaurant@theartgate.com

Foto
A tarte de queijo à moda basca dr