Allen v. Farrow: “Não somos tendenciosos nem estamos a escolher lados”

Kirby Dick e Amy Ziering, realizadores da polémica série documental sobre as acusações de abuso sexual envolvendo Woody Allen, falam ao Ípsilon sobre as críticas que lhes têm sido endereçadas, defendendo a imparcialidade de um projecto que, para muitos, está demasiado agarrado aos relatos dos Farrow.

assedio-sexual,ipsilon,hbo,dylan-farrow,woody-allen,culturaipsilon,
Fotogaleria
assedio-sexual,ipsilon,hbo,dylan-farrow,woody-allen,culturaipsilon,
Fotogaleria

O caso de alegado de abuso sexual mais mediático dos últimos 30 anos está de novo nas bocas do mundo — e a culpa é de Allen v. Farrow. A série documental, cujo quarto e último episódio chega à HBO Portugal a 15 de Março, revisita a tumultuosa história do cineasta Woody Allen e da actriz Mia Farrow, cujo relacionamento de 12 anos terminou quando, em Agosto de 1992, o nova-iorquino foi acusado de molestar a filha adoptiva Dylan Farrow, então uma criança de sete anos — a acusação não foi formalizada em tribunal e, em 1997, Allen casou-se com outra filha adoptiva de Farrow, Soon-Yi Previn.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários