Conferência sobre o Futuro da Europa avança, ainda sem guião definido

Resolvido o braço de ferro institucional sobre a governação, ainda falta decidir que temas incluir na Carta da Conferência, o guião para o exercício de consulta da cidadania que se prolonga até à Primavera de 2022.

Foto
António Costa, primeiro-ministro de Portugal, Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, e David Sassoli, presidente do Parlamento Europeu Reuters/POOL

Rompido o impasse e vencido o bloqueio que impedia o lançamento da Conferência sobre o Futuro da Europa, já só falta decidir, em concreto, quais serão os temas abertos à discussão durante este exercício de participação e consulta popular que pretende orientar a acção dos decisores políticos europeus, e definir as prioridades das instituições da União Europeia para a próxima década.

Sugerir correcção
Comentar