Justiça ainda não pune como devia quem agride cônjuge em frente dos filhos

Equipa de especialistas que analisa homicídios conjugais pede clarificação da lei que estabeleça de uma vez por todas que o menor sujeito a presenciar maus tratos é, ele próprio, vítima de violência doméstica.

Foto
Sara Jesus Palma

A criança assistiu durante anos ao espancamento da mãe. O acaso poupou-o ao ataque fatal, quando ciúmes doentios levaram o pai, pedreiro da construção civil, a asfixiar a mulher até à morte, depois de ter mandado o rapaz às compras ao supermercado. Pouco antes tinha ajudado a progenitora a limpar a cara suja de sangue das chapadas do marido.