Porto Canal reduz entretenimento e reforça “aposta na informação regional”

A jornalista Estela Machado será a nova directora-adjunta de informação da estação televisiva que pretende “olhar o país a partir do Norte, com uma visão diferente”.

Foto
Paulo Pimenta

Em fase de renovação após a saída de Júlio Magalhães de director-geral Manuel Tavares é o novo administrador executivo do canal e Francisco De La Fuente o director de programas de entretenimento , o Porto Canal vai apresentar no próximo dia 15 a sua nova grelha de programas, que contará com uma redução na área do entretenimento e o reforço da “aposta na informação regional”. A jornalista Estela Machado será a nova directora-adjunta de informação da estação televisiva nortenha.

A aposta manter-se-á numa área geográfica que vai desde o Norte do distrito de Aveiro até ao Minho e a Trás-os-Montes, mantendo “uma ligação próxima com a Galiza”, mas Tiago Girão, director de informação do Porto Canal, revela que reduzindo os programas de entretenimento, haverá na nova grelha da estação “um reforço claro da informação”, com um “maior desenvolvimento da área do internacional” e um “olhar do país a partir do Norte”.

Em declarações ao PÚBLICO, Tiago Girão explica que o canal terá “três blocos noticiosos” e vai “reposicionar conteúdos”. Assim, da parte da manhã a informação começará “mais cedo e irá das 8h às 10h30”, contando “depois com um jornal das 12h às 13h”: “Será um espaço virado para o território e para o Norte, tendo obviamente as notícias relevantes nacionais. O nosso posicionamento será, no entanto, o de dar primazia ao que está a acontecer na região Norte.”

Para a tarde, entre as 16h e as 19h45, o Porto Canal tem preparado “um grande programa de quatro horas que representará melhor o que é trabalhar o território e o Norte”. Com “cinco repórteres em directo no terreno em diferentes regiões”, o objectivo, diz Girão, é “mostrar às pessoas em casa o melhor que o Norte tem” e as “questões identitárias através da cultura, da religião ou gastronomia”.

Com uma alteração de horário dos espaços dedicados ao FC Porto – passarão a ser das 21h às 22h , o Porto Canal terá a fechar a noite um espaço “mais explicativo”, onde se pretende “reflectir sobre o que aconteceu durante dia, trazendo para a agenda mediática temas que digam respeito a quem está na região”. “A partir das 22h, a primeira hora será informativa. Depois haverá, todos os dias, debates temáticos em áreas como o centralismo, a saúde ou o território, para além de entrevistas”.

Entre os comentadores residentes do canal, estarão Pedro Bragança, António Ferreira, Guilherme Macedo, Cristina Azevedo, Rio Fernandes, Miguel Santos Carrapatoso, André Lamas Leite, Daniel Deusdado, Carlos Magno e Pedro Marques Lopes.

Uma das principais novidades no “novo” Porto Canal será Estela Machado. Com uma ligação de muitos anos à RTP como pivot de informação, a jornalista será a nova directora-adjunta de informação da estação.

Tiago Girão explica a escolha pela “experiência”, o que será “um contributo importante para uma redacção jovem”, pela “credibilidade” e pela “notoriedade e empatia muito grande” que Estela Machado tem “junto dos portugueses”. “A Estela Machado identifica-se com a informação do Porto Canal e interessou-se muito pelo projecto. Queremos gente comprometida”, conclui Tiago Girão.