Covid-19: explosão em centro de testes nos Países Baixos “foi intencional”

A causa exacta da explosão no Norte do país ainda está a ser investigada, mas a polícia diz que “uma explosão destas não acontece por acidente”.

Foto
Os Países Baixos são um dos países europeus onde há mais protestos contra as regras de confinamento LUSA/EVERT ELZINGA

Um centro de testes de covid-19 nos Países Baixos foi alvo de uma explosão que parece ter sido provocada de forma intencional, anunciou a polícia do país. 

A explosão aconteceu na cidade de Bovenkarspel, 55 quilómetros a norte de Amesterdão, e não fez vítimas porque na altura o centro estava ainda encerrado.

O porta-voz da polícia, Menno Hartenberg, disse à Reuters que as causas precisas da explosão ainda estão a ser investigadas, mas avançou que os explosivos “foram postos de forma intencional”.

“Não sabemos exactamente o que explodiu, isso está a ser investigado. O que dizemos é que uma explosão destas não acontece por acidente”, disse o porta-voz.

Em Janeiro, os Países Baixos enfrentaram os maiores protestos dos últimos 40 anos devido ao recolher obrigatório decretado para combater a pandemia.

Centenas de pessoas foram detidas após confrontos com as autoridades.

A polícia antimotim foi posta nas ruas em dez cidades, com a maioria dos agentes a receberem poderes reforçados pelas medidas de excepção para revistarem pessoas. Grupos de manifestantes provocaram incêndios, destruíram lojas e entraram em confrontos com estes agentes policiais.

Os protestos começaram com uma pequena manifestação na vila de Urk, no Norte do país, na chamada “cintura bíblica” de protestantes conservadores, durante a qual foi incendiado um centro de testes da covid-19.