Bayon, o europeu “estiloso” da sul-coreana Hyundai

“Um crossover estiloso e elegante.” É assim que a Hyundai apresenta a sua nova criação: um compacto para competir no segmento B, que é muito mais que um palminho de cara.

hyundai-,automoveis,fugas,motores,europa,
Fotogaleria
hyundai-,automoveis,fugas,motores,europa,
Fotogaleria
hyundai-,automoveis,fugas,motores,europa,
Fotogaleria
hyundai-,automoveis,fugas,motores,europa,
Fotogaleria
,KIA Stonic
Fotogaleria
,Hyundai i20
Fotogaleria
,Hyundai i20
Fotogaleria
,Peugeot 2008
Fotogaleria
,Carro compacto
Fotogaleria
,Carro
Fotogaleria
,Hyundai Venue
Fotogaleria
,Veículo utilitário esportivo compacto
Fotogaleria

Este é um ano movimentado para a Hyundai, com muitos lançamentos, entre modelos revistos e automóveis totalmente novos. O Bayon, revelado na terça-feira, insere-se na última tranche, apresentado como um crossover especificamente idealizado para o mercado europeu e para preencher toda a franja mais emocional que restava no segmento B, como alternativa ao i20, somando-lhe a estampa de crossover da moda e mais e melhores soluções de modularidade no interior.

Um degrau abaixo do Kauai, o Bayon será o mais pequeno SUV da gama da marca de Seul, para competir entre propostas de peso como o Renault Captur, VW T-Cross ou Ford Puma.

Mas, apesar das dimensões exteriores extremamente compactas (4180mm de comprimento e 2580mm de distância entre eixos), a marca ressalva o espaço para cinco passageiros e a mala, que oferece 411 litros, mais do que muitos familiares de respeito (e até do que o seu irmão maior Kauai).

“Como a carroçaria SUV continua a crescer em popularidade em todo o mundo, a Hyundai viu uma procura de um modelo capaz de navegar nas cidades europeias, ao mesmo tempo que proporciona espaço suficiente para satisfazer as necessidades dos clientes”, contextualiza o vice-presidente de Marketing para a Europa, Andreas-Christoph Hofmann, citado em comunicado.

Paralelamente, e mais uma vez indo ao encontro do que o cliente do Velho Continente busca, o Bayon surgirá com características de segurança e conectividade inteligentes que, afiança a Hyundai, o distinguirão no seu segmento. “A conectividade e as características de segurança líderes na sua classe, um design nítido e distinto, e a integração da tecnologia híbrida suave de 48 volts da Hyundai fazem com que o Bayon se destaque no seu segmento”, reforça Hofmann.

O Bayon poderá ser configurado com um táctil de 8 ou 10,25’’, e ambas as versões serão compatíveis com os sistemas Apple CarPlay e Android Auto, podendo ser equipado com sistema de som Bose. Entre os itens de conectividade, três portas USB (uma para os passageiros do banco traseiro) e carregamento do telemóvel por indução.

Na segurança, o pequeno crossover trará uma extensa lista de equipamentos incluídos no sistema Hyundai SmartSense, e muitos deles aparecem de série, como a assistência na faixa de rodagem ou o assistente à colisão frontal que detecta outros veículos, peões e ciclistas.

Com um design que joga com as proporções do veículo, nomeadamente numa grelha que brinca com os reflexos e com as luzes, e integrando os códigos estéticos da recente linguagem de design “Sensuous Sportiness", o Bayon deverá adoptar no mercado nacional duas motorizações a gasolina: o atmosférico 1.2 MPi de 84cv e o sobrealimentado 1.0 T-GDi de 100cv.

Ainda sem data de comercialização em Portugal, é expectável que se apresente por um preço abaixo do Kauai, que arranca, sem campanhas, nos 21.506€ (para o bloco 1.0 T-GDi de 120cv).