Segunda, na TV: Flynt, Pixote, Coimbra e mortos-vivos

Escolhas para ficar a ver televisão.

Foto
The Walking Dead regressa à Fox às 22h15

CINEMA

Larry Flynt
AXN Movies, 17h22
Milos Forman leva ao grande ecrã a história de Larry Flynt (Woody Harrelson), o controverso criador da revista pornográfica Hustler e respectivo império, e de Althea (Courtney Love), bailarina que se tornou a sua companheira para a vida. O filme conquistou o Urso de Ouro em Berlim e os Globos de Ouro para realização (Forman) e argumento (Scott Alexander e Larry Karaszewski). Foi também galardoado pela Academia Europeia de Cinema e duplamente nomeado para os Óscares (Forman e Harrelson).

Lost In Translation - O Amor É Um Lugar Estranho
Cinemundo, 21h10
Bob Harris (Bill Murray) e Charlotte (Scarlett Johansson) são dois americanos em Tóquio. Ele é uma estrela de cinema que perdeu o brilho e está a atravessar uma crise de meia-idade. Ela é uma jovem a reboque do marido, um fotógrafo viciado no trabalho (Giovanni Ribisi). Os caminhos de Bob e Charlotte cruzam-se por acaso, numa noite de insónia, no bar do hotel. Nomeado para quatro Óscares, o filme ganhou um pelo argumento original, da autoria da também realizadora Sofia Coppola.

Fim de Turno
Nos Studios, 21h15 
Todos os dias, os agentes Brian Taylor (Jake Gyllenhaal) e Mike Zavala (Michael Peña) patrulham as ruas de Los Angeles. Taylor vai filmando o que acontece, para um projecto pessoal. As suas vidas, até aqui relativamente calmas, alteram-se quando uma rusga os torna alvos de um dos mais perigosos cartéis de droga da cidade. Com realização e argumento (escrito em seis dias) de David Ayer, um filme dramático em estilo de found footage, que tenta mostrar aos espectadores uma outra abordagem da actividade da polícia de uma cidade problemática.

Pixote - A Lei do Mais Fraco
RTP2, 00h02
Baseado no romance Infância dos Mortos, de José Louzeiro, o filme de Hector Babenco (Leopardo de Prata em Locarno) reflecte sobre o Brasil enquanto espaço prolífico para a delinquência juvenil. O protagonista é Pixote, de dez anos, na espiral de violência em que se deixa ir. É interpretado por Fernando Ramos da Silva, um verdadeiro miúdo das ruas cariocas. Depois do filme, voltou a elas e nelas morreu.

SÉRIES

The Walking Dead
Fox, 22h15
A décima temporada da saga zombie-gore-pós-apocalíptica, radicada na novela gráfica homónima de Robert Kirkman, está de volta com seis episódios extra, focados em personagens particulares. O de hoje, Lar doce lar, traz revelações sobre Maggie (Lauren Cohan).

A Floresta 
RTP2, 22h05
Estreia de um thriller criminal francês em seis episódios, criado por Delinda Jacobs que acompanha uma investigação recheada de mistérios. Tudo começa com o desaparecimento de uma adolescente na floresta ao pé da sua pequena vila, nas Ardenas – e não é caso único.

DOCUMENTÁRIOS

Europa Vista de Cima
National Geographic, 22h10
Composta por imagens aéreas de vários países europeus, a série documental regressa para a segunda temporada, para mostrar do ar a Turquia, Finlândia, França, Suécia e Hungria nos serões de segunda-feira.

Sete Mulheres
RTP2, 22h55
Yvonne Scio realiza esta viagem ao universo feminino, representado por sete mulheres que partilham traços como determinação, resiliência e entrega a uma causa ou profissão. São elas a jornalista palestiniana Rula Jabreal, a empresária Rosita Missoni (fundadora da casa Missoni), a designer de moda Patricia Field, a modelo e activista Bethann Hardison, a promotora Susanne Bartsch (ícone das noites nova-iorquinas), a artista Alba Clemente e a actriz Fran Dresher.

Coimbra: História de Uma Canção
RTP1, 22h44
Estreia. Realizado por Jorge Carvalho, a partir de uma ideia de Ivan Dias, debruça-se sobre uma só canção: Coimbra, composta por Raul Ferrão e escrita por José Galhardo. Surgiu em 1947, no filme Capas Negras. Amália, Caetano Veloso, Chavela Vargas e Louis Armstrong estão entre os muitos que lhe deram voz. O documentário inclui depoimentos de Joel Pina, Rui Vieira Néry e José Jorge Letria, entre outros, bem como participações de músicos como Marco Rodrigues, Maria João, Marta Pereira da Costa ou Ricardo Toscano.