SAD do Portimonense não regista milhões em comissões

Algarvios pagaram 9,3 milhões de euros em intermediações de transferências de jogadores, mas nada consta nos registos da FPF. Maior accionista da SAD está a violar regras da FIFA.

Foto
Shoya Nakajima foi a maior transferência da história do Portimonense LUSA/LUIS FORRA

Depois de vários negócios milionários com jogadores nos últimos anos, a Sociedade Anónima Desportiva (SAD) do Portimonense admitiu ter pagado 9,3 milhões de euros em comissões a intermediários na época 2018-19. Mas não consta nenhum registo desta verba na listagem anual de “Intermediários e Transacções” da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), que monitoriza esta actividade para efeitos de transparência.