Estão abertas as candidaturas ao Prémio de Pintura Abel Manta 2021

As candidaturas à 9.ª edição do Prémio de Pintura Abel Manta decorrem até ao dia 30 de Abril. O concurso visa promover os artistas plásticos nacionais, estando destinado a todos os artistas com nacionalidade portuguesa ou residentes em Portugal. O prémio Abel Manta tem o valor de cinco mil euros.

Foto
russn_fckr/Unsplash

A Câmara Municipal de Gouveia tem a decorrer, até ao dia 30 de Abril, as candidaturas à 9.ª edição do Prémio de Pintura Abel Manta, um galardão que visa promover artistas plásticos nacionais, foi anunciado esta quarta-feira.

O Prémio Abel Manta de Pintura 2021, no valor de cinco mil euros, destina-se a todos os artistas com mais de 18 anos, de nacionalidade portuguesa ou residentes em Portugal, segundo o município de Gouveia, no distrito da Guarda.

O concurso, com periodicidade bienal, foi instituído pela Câmara Municipal de Gouveia, em 2007, por ocasião do 25º aniversário da morte do pintor Abel Manta.

A autarquia refere, em comunicado enviado à agência Lusa, que o galardão “visa promover artistas plásticos nacionais, proporcionando a apresentação pública dos seus trabalhos e valorizando as artes plásticas como elemento chave da programação cultural do município.” Os trabalhos concorrentes podem ser entregues entre 22 de Março e 30 de Abril, no Museu Municipal de Arte Moderna Abel Manta, em Gouveia.

A obra premiada será anunciada no dia 18 de Maio, no âmbito das actividades que celebram o Dia Internacional dos Museus. A inauguração da exposição com as obras premiadas e seleccionadas decorrerá a 6 de Agosto, data em que será também realizada a sessão pública de distinção do artista vencedor, segundo a fonte. O regulamento do prémio pode ser consultado na página oficial da internet da Câmara Municipal de Gouveia.

O pintor Abel Manta nasceu em Gouveia em 12 de Outubro de 1888 e morreu em Lisboa, no dia 9 de Agosto de 1982. O Museu Municipal Abel Manta “encontra-se significativamente instalado num edifício setecentista, o antigo Solar dos Condes de Vinhó e Almedina, patrocinadores dos estudos artísticos de Abel Manta”, refere a autarquia.

O espaço museológico é composto por sete salas de exposição permanente e uma de exposições temporárias, biblioteca de artes, serviços educativos, recepção e loja. O museu “alberga o núcleo da obra de Abel Manta só por si merecedora de uma visita demorada, à qual se juntam trabalhos de ilustres mestres como Vieira da Silva, Joaquim Rodrigo, Júlio Resende, Júlio Pomar, Menêz e Paula Rego”, conclui.