José e Alcina não pensaram duas vezes. Doentes em hemodiálise completaram vacinação contra a covid-19

Presidente da Sociedade Portuguesa de Nefrologia estima que em Portugal existam cerca de 12.500 pessoas em diálise. Estes doentes fazem parte do grupo prioritário por terem insuficiência renal mais grave.

Foto

“Dona Alcina, já sabe o que a espera: uma picada. Têm referido que esta segunda dose dá mais efeitos do que a primeira. Pode dar febre, dores de corpo e de cabeça. Os efeitos surgem mais ou menos 24 horas depois da toma. Alguma coisa pode sempre ligar para cá”, diz Anabela Reis, enfermeira chefe da clínica de hemodiálise Diaverum no Estoril. São as mesmas indicações que minutos antes deu a José Salvado e que iria repetir aos outros doentes que na última quinta-feira, dia em que o PÚBLICO esteve naquela clínica, completaram a imunização contra a covid-19. E não foram os únicos.